Home

Baturité
Posição no mapa


Informações e pesquisas:
Dorian Sampaio
Anuário do Ceará
R.Batista Aragão
Cronologia dos
Municípios Cearenses.


Participe!
Se você detectou alguma informação incorreta e possui mais informações atualizadas sobre esta cidade, envie-nos e nós publicamos.
    Clique aqui para enviar

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


HISTÓRICO

Data da Criação: 06/08/1763.                

Instalação: 31/03/1764.                       
Toponímia:
Serra Verdadeira.                 
Variação Toponímica:
Monte Mó.
Padroeira : Nossa Senhora da Palma.          
Dia:
15/08.

Arquitetura Antiga: Igreja Matriz (Século XVIII), Prédio da Cultura (hoje Secretaria da Saúde), Palácio Entre Rios, Museu Comendador Ananias arruda, Museu Olavo Dutra Alencar, Estrada de Ferro de Baturité, Igreja de santa Luzia, Via sacra Pública de Baturité, Antiga escola Apostólica dos Jesuítas, Círculo Operário Católico São José.
História: Suas origens remontam ao Século XVII, quando no ano de 1746 e por solicitação dos colonizadores Inácio Moreira Barros e  seu companheiro André Moreira de Moura, concedeu-lhes o Capitão-Mor João de Teive Barreto, uma Sesmaria cujos limites abrangiam o centro geográfico a partir do qual se iniciariam futuros povoamentos. Nove anos após ou, precisamente em 1755, instalou-se no mesmo local a Missão de Nossa Senhora da Palma, tendo como finalidade realdear os Índios Jenipapos e Canindés. Ignora-se se dessa ocupação tenha havido consenso de partes ou, contrariamente, possa ter ocorrido conflito de posse. Sabe-se, no entanto de 1759, que o Desembargador Bernardo Coelho da Gama e Casco, erigiu em Vila o reduto, dando-lhe o nome de Monte-Mor o Novo d’América e deixando sob o arbítrio das Vigararias Gerais a antiga Missão Jesuítica.
     No momento, entretanto, de proceder-se à conferência em relação ao número de moradores, que deveria constar obrigatoriamente de 50 fogos, verificou-se a inexistência desse quantitativo, o que implicaria a inconsistência legal do fato determinado pelo Todo-Poderoso Desembargador.
Evolução Política: Inconformados com o resultado político, decorrente da insuficiência populacional e arrimados na estrutura socialmente construída, clérigos e moradores dirigiram-se à Corte, expondo e solicitando o restabelecimento do que antes fora proposto. Desse procedimento e consoante Carta Régia de 6 de agosto de 1763 e Portaria de 15 do mesmo mês e ano, restabeleceu-se o privilégio anterior. A partir de então, cumpriram-se tão-somente os complementos de ordem burocrática.
     Em Edital,  publicado a 31 de março de 1784, fixou-se a data de ereção do povoado em Vila. Vencidos os prazos, consignados em lei, deu-se de fato e de direito o que de modo satisfatório viria ao encontro das comuns aspirações. O antigo reduto missionário chamava-se Monte-Mor o Novo d’América. Sua elevação à categoria de Município ocorreu segundo Lei nº 844 de 9 de agosto de 1858, alterando a denominação para o nome atual.
Igreja: Independentemente dos radicais missionários, em que se beneficiaram os Índios realdeados, tem-se na área do Clero Secular a criação da respectiva Paróquia, confirmando no padroado Nossa Senhora da Palma. Houve, como instrumento de apoio a esse referendo, o Alvará Régio, datado de 8 de maio de 1785.

GEOGRAFIA
Área: 347,3km².                                                    

Área(% em relação ao Estado): 0,18.                   
Altitude:
171,24m.                                                 
Latitude; 4°19’.                                                   
Longitude: 38°53’.                                            
Mesorregião: Norte Cearense.                           
Microrregião: Baturité.                                             
Limites: Norte – Pacoti, Redenção e Guaramiranga; Sul – Itapiúna; Leste – Aracoiaba; Oeste - Mulungu                    
Distritos: Boa Vista e São Sebastião.                        
Acidentes Geográficos: Rios Pitiú e Choró, Riachos do Nilo, do Padre, Carguva e da Lagoa Nova.             
Recursos Hídricos:
Pluviometria (a média anual é de 1.088mm).
Atrativos Naturais: Cachoeiras (A Volta,Poço das Moças,do Frade,do Jordão,Corretes e Trilhas ecológicas).

EDUCAÇÃO
N° de Escolas:
                                                         
Rede Estadual Pré-Escolar: -6                                        
1° Grau-52 .                                                                    
N° de Alunos Matriculados:                                        

Rede Estadual Pré-Escolar-482                                  
Rede Estadual 1° Grau-2.555                                       
Supletivo-466.

SAÚDE
Posto de Saúde de Jucás, (Baturité) Posto de Saúde Uirapurú, Posto de Saúde Serra do Evaristo, Centro de Saúde de Baturité, Posto de Saúde de Candeia, Laboratório Regional, Posto de Saúde do Açudinho. A Fundação dos Serviços Sociais do Estado do Ceará(FSESC) mantém um laboratório no Centro Social Urbano. O INAMPS mantém uma clínica no PAM-INAMPS Baturité. O IPEC mantém uma clínica na agência regional IPEC-Baturité. A Superintendência de campanhas de Saúde Pública mantém um laboratório na SUCAM Distrito de Baturité. O município possui o Departamento de Saúde Municipal Baturité mantido pela Prefeitura. E ainda há o ambulatório mantido pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais.

ESTATÍSTICAS
População Censo de 1999: 30.617.

Densidade Demográfica(hab/km²):
60,88.
Distância da Capital em Linha Reta: 74km.
Distância por Rodovia: 83km.                  
Vias de Acesso à Capital: CE-356,CE-360.                  
Emissoras de Rádio: Rádio Maçico de Baturité Ltda-OM, potência de 1/0,25kw, freqüência de 1.500khz.                  
Abastecimento D’água: 3.645 ligações.
Energia Elétrica: N° de Consumidores-5.818. Total consumo- 638.190.

PRODUÇÃO
Produção: Sua economia baseia-se na extração vegetal e em culturas de Algodão, banana, arroz, milho, feijão e cana-de-açúcar. Na pecuária de bovinos, suínos e aves. Indústrias: 29 (sendo: nove de vestuário, calçados e artigos de tecidos, couros e peles, sete de produtos alimentares, uma de serviços de construção, uma do mobiliário, uma de bebidas, três metalúrgicas, três de madeira, duas de produtos minerais não metálicos, uma de perfumaria, sabões e velas, e uma editorial gráfica).

RECURSOS
Repasse do ICMS em 1995: R$ 431.438,30.                   

Renda Interna Municipal em 1995: R$ 6.455,00.           
Renda Per Capita: US$ 260.

PREFEITURA
Fernando Lima Lopes
Endereço:
Praça da Matriz,s/n
CEP:
62.760-000
Fone:
(85) 347-1229
Fax:
(85) 347-1145
Eventos:
FENEBEE - Feira da Região do Maciço (Setembro), Dia do Município (14/04), Festa de Nossa Senhora da Palma (15/Agosto),Feirarte de Baturité (Abril), Festa de São José (19/03), Mês Mariano (01 a 31/Maio), Festa do Chitão (Julho).

www.ceara.com.br
©2003 - Todos os direitos reservados.
Contatos com Webmaster