Home

Boa Viagem
Posição no mapa

 


Participe!
Se você detectou alguma informação incorreta e possui mais informações atualizadas sobre esta cidade, envie-nos e nós publicamos.
    Clique aqui para enviar

 



HISTÓRICO

Data da Criação: 21/11/1864.              

Instalação:
21/11/1864.                      
Toponímia:
Em razão de uma promessa feita a Nossa Senhora.                               Variação Toponímica: Cavalo Morto. Desmembrado de Quixeramobim.                Padroeira: Nossa Senhora da Boa Viagem.
Dia: 01/01
.
História: Suas raízes históricas remontam aos anos finais do Século XVIII e se arrimam em fatos extraordinariamente aventureiros, tendo como referência um casal de fugitivos amantes. Na versão que se firma, o jovem de nome Domingos Alvarez apaixonara-se perdidamente por certa donzela icoense, por quem igualmente fora correspondido. Não se sabe se por preconceito, compromisso anterior dos pais da jovem ou intriga entre  famílias, a união preconcebida seria aprioristicamente negada. Os dois, então, decidiram-se pela fuga, empresa de grande risco, mas a única opção que o momento oferecia. Fugiram. Nessa fuga e utilizando-se de um único cavalo, tomaram o destino de Quixeramobim, onde certamente o jovem audaz teria proteção.
    Revoltado com a ocorrência, tida como afrontosa e digna de revanche, o fazendeiro e pai da jovem fujona resolvera tomar vingança, mandando em perseguição uma leva de facínoras. O veredito era simplesmente cruel.  Tocar de volta a jovem, mesmo que necessário fosse atar-lhe pés e mãos, matar o pretenso genro, enterrá-lo no local e apresentar-lhe como prova apenas uma das orelhas.
     Ao longo da caminhada, que deverá ter sido contínua e apressada, o cavalo dos fujões capotou estafado. Morreu. Os dois, então, vêem-se irremediavelmente perdidos, uma vez que a reação do fazendeiro seria tão certa quanto o amanhecer de cada dia. Sem melhores opções e protegidos apenas por escassa vegetação, acomodaram-se sob os barrancos de um riacho próximo. A folhagem de plantas aquáticas ajudou a encobri-los. Nesse momento, já a escutar os assombros da tropelia, domingos lembrou-se da proteção divina. Era devoto de Maria, a mãe de Cristo. Nesse ápice, orou apressadamente por três e por três vezes exorou o apoio da santa de sua devoção, prometendo, se vivos escapassem à sanha dos seus perseguidores, erigir no local onde o cavalo morrera uma capela e dedicando-a em honra de Nossa Senhora da Boa Viagem.
     A prece bem não havia chegado ao endereço e por motivos inexplicáveis, a matula se confunde e perde a trilha, deixando incólumes seus perseguidos. Os dois, então, sobreviveram. Nasce desse episódio a povoação de cavalo Morto e nasce, igualmente, o culto à Nossa Senhora da Boa Viagem.
Evolução Política: O povoado de Cavalo Morto, assim denominado em seus primórdios, teve a sua elevação à categoria de Vila consoante Lei nº 1.025, de 18 de novembro  de 1862. A Lei nº 1.128, de 21 de novembro de 1864, levou o Distrito à categoria de Município. Suprimido, conforme Decreto Interventorial nº 193, de 20 de maio de 1931, restaurou-se na forma da Lei nº 260, de 28 de dezembro de 1936. A mudança de nome, entre Cavalo Morto e a denominação atual, ocorreu segundo Decreto Estadual nº 448, de 20 de dezembro de 1938.
Igreja: Cessados os riscos decorrentes dos aventureiros momentos e apoiado em familiares que o protegiam, Domingos tratou de realizar seus projetos iniciais, desposando a jovem dos seus encantos e erigindo a capela denominada Fazenda Cavalo Morto, acrescida de 50 vacas de cria e um touro reprodutor. Essa doação consta de registro efetuado no Cartório do Tabelião Bento Alvarez da Silva, notário com sede na Vila de Quixeramobim, nascendo, então, a capela cujo padroado dedicou-se à Nossa Senhora da Boa Viagem. Em data posterior, nasceria dessa capela a Igreja-Matriz, tendo como seu primeiro vigário o padre Corrêa de Sá, nomeado conforme Provisão de 4 de maio de 1863. A Freguesia tem como instrumento de criação a Lei nº 1.113, de 27 de outubro  de 1964.

GEOGRAFIA
Área: 2.737,5km².                                                 

Área(% em relação ao Estado): 2,22.                       
Altitude:
275,61m.                                                
Latitude: 5°07'.                                                    
Longitude:
39°43’.                                                   
Mesorregião: Sertões Cearenses.                         
Microrregião: Sertão de Quixeramobim.                         
Limites: Norte – Santa Quitéria; Sul – Pedra Branca; Leste – Madalena e Quixeramobim; Oeste – Monsenhor Tabosa, Tamboril e Independência.                           Distritos:    Ibuassu, Jacampari, Domingos da Costa, Guia.
Acidentes Geográficos: Serra do Barbatão, do Gavião, Santa Rita, Riachos, Trapiá dos Cachorros, da Conceição, Fernandes, Porcos, Barrigas, Estreito, Capitão Mor, Ipu, São Cosme, Santo Antônio e Amaro.                       
Recursos Hídricos:
Pluviometria ( a média anual é de 717,7mm).

EDUCAÇÃO
N° de Escolas: 
                                                          
Rede Estadual: Pré-Escolar-4                                        
Rede Estadual 1° Grau-1                                                
N° de Alunos Matriculados
:                                            
Rede Estadual Pré-Escolar-349                                        
1° Grau-2.297

SAÚDE
Posto de Saúde de Domingos da Costa, Centro de saúde de Boa Viagem, Posto de Saúde de Ibuacu, da Guia, de Ipiranga de Boa Viagem, de águas Belas, de Jacampari de Boa Viagem, D’água do Bezerril, de Massapê dos pães, de Bouqueirão, de Poço Grande, de Nilo Alegre, Posto de Saúde Lages do Fagundes. Possui ainda as seguintes unidades mantidas pela Prefeitura: Casa de Saúde Adília Maria e Serviços de Assistência Médica de Boa Viagem. Há ainda o ambulatório mantido pelo Sindicato dos trabalhadores Rurais.

ESTATÍSTICAS
População Censo de 1999: 47.637.

Densidade Demográfica(hab/km²): 17,50. 
Distância da Capital em Linha Reta: 203km.                                           
Distância por Rodovia:
217km.               
Vias de Acesso à Capital: BR-020 e BR-222.              
Emissoras de Rádio: Rádio Liberdade de Boa Viagem Ltda OM, potência de 1/0,25Kw, freqüência de 1.310Khz, Rádio Difusora Asa Branca Ltda OM, potência de 1/0,25Kw, freqüência de 710Khz.                               
Energia Elétrica:
N° de consumidores – 6.110. Total consumo- 565.888.

PRODUÇÃO
Produção: Sua economia está baseada nas culturas do algodão herbáceo e arbóreo, banana, milho, feijão e mamona. E na pecuária de boi, suínos e aves. Em suas terras foram registradas ocorrência de jazidas de Tremolina, usada na fabricação de cerâmica.                                               

Indústrias:
25 (oito de produtos alimentares, quatro de vestuário, calçados e artigos de couros e peles, três de madeira, duas de mobiliário, duas têxteis, uma editorial e gráfica, uma de metalúrgica e quatro de produtos minerais não metálicos).

RECURSOS
Repasse do ICMS em 1995: R$ 564.036,64.              

Renda Interna Municipal em 1995:
R$ 7.107,00.           
Renda Per Capita:
US$ 165.

PREFEITURA

Endereço:
Rua: Antônio Queiróz,s/n
CEP:
63.870-000
Fone:
(88) 872-1369
Fax:
(88) 872-1385
Eventos:
Não temos dados.

www.ceara.com.br
©2003 - Todos os direitos reservados.
Contatos com Webmaster