Home

Farias Brito
Posição no mapa

 


Participe!
Se você detectou alguma informação incorreta e possui mais informações atualizadas sobre esta cidade, envie-nos e nós publicamos.
    Clique aqui para enviar

 



HISTÓRICO

Data da Criação: 13/10/1890.            

Instalação: 15/11/1890.                       
Toponímia:
Em homenagem a Raimundo de Farias Brito, filósofo maior de nosso país, e de renome internacional.                             
Variação Toponímica: Quixará. Desmembrado de Assaré.                       
Padroeira: Nossa Senhora da Conceição.
Dia
- 08/12.

História: Suas origens datam do Século XVIII, quando aí foram instaladas várias fazendas. Essas fazendas resultaram de Sesmarias cuja data de cessão consta como tendo sido a 22 de fevereiro de 1717 e figurando como beneficiários o Capitão-Mor Simão Rodrigues Ferra, Cosme Ferra, o ajudante Francisco Ferra Pedrosa, Capitão Augusto Duarte Pinheiro, Coronel Gaspar Pinto e o Alferes Antônio Pita.
     Ainda no mesmo ano, assim como nos seguintes, obtiveram doações os fazendeiros Gregório Martins Chaves (07/08/1717), Venceslau Gomes dos Santos, Carlos Gomes dos Santos (13/01/1719), Tenente José Dário Asto e Capitão Antônio Coelho de Rezende (25/04/1735).
     São esses os povoadores da região em torno da qual se geraria o reduto urbano, valendo salientar o nome do Coronel Francisco Gomes de Oliveira Braga, fazendeiro que se destacou nos fundamentos básicos do respectivo povoamento.
     Concorreu, de igual modo, a afluência de pescadores originários do Crato, do Assaré e de outras localidades vizinhas, engrossando as hostes locais e exercitando de forma harmônica  atividades de natureza pesqueira. Essas atividades, por seu turno, eram estimuladas pela abundância de peixe em grande parte do Rio Cariús.
Evolução Política: Estruturado conjuntamente no criatório e nos complementos de pesca, o reduto prosperou, transformando-se na povoação que tomou o nome de Quixará. Com essa denominação e a vista de outros condicionantes de ordem política, deu-se a elevação especialmente a enfeixar os títulos de Distrito e Município respectivamente, conforme Decreto Estadual nº 82, de 13 de outubro de 1890, instalando-se a 15 de novembro do mesmo ano, em homenagem à Proclamação da República e a ter como primeiro Intendente José Alexandre Nunes.
     Essa condição de independência municipalista permaneceu até 1920, ano a partir do qual ocorrem as seguintes alterações:  1) – extinção e anexação do território ao Município do Crato, consoante Lei nº 1.784, de 9 de outubro de 1920; 2) – anexação do seu território ao município de Santana do Cariri, segundo Lei nº 2.140, de 8 de julho de 1924; 3) -  retorno do território para o Município de Crato, segundo Lei nº 2.359, de 26 de julho de 1926; 4) – restaurado, finalmente, como Distrito na forma do Decreto nº 448, de 20 de dezembro de 1938.
Igreja: As primeiras manifestações de apoio eclesial datam de 1867 e constam da ereção de uma capela cujos trabalhos couberam ao padre Henrique José Cavalcante, tendo como padroeira Nossa Senhora da Imaculada Conceição, imagem ofertada pelo fazendeiro Adriano Carneiro Leite. A construção da Igreja-Matriz data do ano de 1877, graças à continuidade dos trabalhos, realizada pelo padre Henrique Cavalcante.
     A Freguesia, desmembrada de Assaré e criada  conforme Ato assinado por D. Francisco de Assis Pires, Bispo do Crato, guarda como data de instalação o dia 16 de abril de 1938.

GEOGRAFIA
Área: 478,8km².                                                     

Área(% em relação ao Estado): 0,36.                    
Altitude:
320m.                                                  
Latitude: 6°55’.                                                   
Longitude: 39°33’.                                               
Mesorregião: Sul Cearense.                                
Microrregião: Caririaçu.                                              
Limites: Norte – Tarrafas e Cariús; Sul – Crato e Nova Olinda; Leste – Várzea Alegre; Oeste – Altaneira.
Distritos: Cariutaba, Quincuncá, Nova Betânia.              
Acidentes Geográficos: Serras do Quincuncá, Riacho Cariús.                            Recursos Hídricos: Pluviometria ( a média anual é de 995mm).

EDUCAÇÃO
N° de Escolas:
                                                              
Rede Estadual Pré-Escolar-4                                           
1° Grau-2                                                                      
N° de Alunos Matriculados:                                            
Rede Estadual Pré-Escolar-1.111                                    
1° Grau-8.747.

SAÚDE
Posto de Saúde Quincuncá, Posto de Saúde Nova Betânia, Posto de Saúde Reriutaba, Centro de Saúde Paulo Sarasate, Unidade Mista de Farias Brito. A Prefeitura Municipal Mantém: Cenrto de Saúde Olegário Pereira Silva, Posto de Saúde Monte Pio, Posto de Saúde Barreira de Jorge, Posto de Saúde Catingueira, Posto de Saúde Riacho Verde. Há ainda o ambulatório mantido pelo Sindicato dos Trabalhadores.

ESTATÍSTICAS
População Censo de 1999: 21.274.

Densidade Demográfica(hab/km²): 36,97.            
Distância da Capital em Linha Reta: 369km.                                           
Distância Por Rodovia:
471km.              
Vias de Acesso à Capital:
CE-386, CE-060, BR-116, BR-112.                                      Abastecimento D’água: 1.141 ligações.
Energia Elétrica: N° de consumidores-2.766. Total consumo- 229.414.

PRODUÇÃO
Produção: Algodão arbóreo e herbáceo, banana, feijão, milho e mandioca. Na pecuária: bovinos, suínos e aves. Em suas terras foram registradas a ocorrência de grandes jazidas de Calcário(calcita) encontrado sob forma cristalina.            Indústrias: 07.

RECURSOS
Repasse do ICMS em 1995: R$ 258,167,50.              

Renda Interna Municipal 1995: R$ 1.185,00.           
Renda per Capita 1991: US$ 87.

PREFEITURA

Endereço:
Rua: José Alves Pimentel,67
CEP:
63.185-000
Fone:
(88) 544-1256
Fax:
(88) 544-1335
Eventos:
Não temos dados.

www.ceara.com.br
©2003 - Todos os direitos reservados.
Contatos com Webmaster