Home

Guaraciaba do Norte
Posição no mapa

 


Participe!
Se você detectou alguma informação incorreta e possui mais informações atualizadas sobre esta cidade, envie-nos e nós publicamos.
    Clique aqui para enviar

 



HISTÓRICO

Data da Criação: 12/05/1791.
Data da Instalação: 27/09/1796.
Toponímia: “Raio de Sol ou Cabelos Louros”.
Variação Toponímica: O Município chamou-se Rua Nova, Vila Nova Del Rei, Campo Grande, Ibuçu, Guaraciaba.

Padroeiro: Nossa Senhora dos Prazeres.
Dia: 15/09.
Arquitetura Antiga: Igreja-Matriz Nossa Senhora dos Prazeres, Lâmpada no Santíssimo, Colunas no Altar, Imagem de Nossa Senhora dos Prazeres
História: Suas origens datam do Século XVIII, tendo como referência a formação  aleatoriamente estruturada e situada ao longo da estrada Ibiapaba-Ipu (Viçosa-Ipú). Essa estrutura consistia na edificação de choupanas de taipa, cobertas de palhas e habitadas primitivamente por Índios. Chamou-se, então, Rua Nova, nome que identifica certa fase evolutiva do reduto.
Evolução Política: Em termos mais adiantados, tem-se como prepostos de expansão a presença de sesmeiros ou novos adquirentes das terras indígenas, situado no local e arredores seus estabelecimentos fundiários. Isso terá ocorrido no início da Segunda metade do Século XVIII, modificando inteiramente o aspecto fisiográfico da povoação.
   Elevada à categoria de Vila, com o nome de Vila Nova Del Rey, segundo Carta Régia de 2 de maio de 1791. Em Lei Provincial nº 200, de 26 de agosto de 1840 e ater como fator preponderante a guerra de preeminência, transfere-se a Vila para a localidade de Ipu Grande.
   Desse procedimento nasceram veementes e sucessivos protestos, havendo como resultado o retorno da Vila ao seu ponto de origem. Esse retorno tem como fundamento a Lei Provincial nº 230, de 12 de janeiro de 1841, mudando a denominação para Campo Grande e rebaixando a Vila para simples povoação. O seu retorno à categoria anterior provém da Lei nº 1.798, de 10 de janeiro de 1879, tendo sido instalado a 9 de janeiro de 1883.
   Sua elevação à categoria de Município ocorreu segundo Dec-Lei nº 448, de 20 de dezembro de 1938, oportunidade em que a  denominação se altera, passando ao nome de Guaraciaba. Em parecer, emitido pelo Conselho Nacional de Geografia, datado de 14 de julho de 1946, nova alteração se processa na denominação, passando a chamar-se Inhussu. Essa denominação, entretanto, viria mais uma vez sofrer alteração, mudando de Inhussu para o nome atual, conforme Lei nº 1.153, de 22 de novembro de 1951.
Igreja: As primeiras manifestações de apoio eclesial têm como fundamento a edificação de uma capela, ainda de estrutura tosca e a remontar a tempos que a história não situa em termos de data. Desse primitivo nicho, perdido nas dobras do tempo, originou-se a Freguesia conforme Lei nº 2.125, de 25 de outubro de 1886, instalando-se canonicamente segundo Provisão de 19 de junho de 1888, firmada por D. Joaquim José Vieira, Bispo de Fortaleza. Consta como seu primeiro vigário  o padre Bernardino de Oliveira Memória.

 


GEOGRAFIA
Área: 365km².
Área ( % em relação ao Estado): 0,25.
Altitude: 903m.
Latitude: 4°10’.
Longitude: 40°45’.
Mesorregião: Noroeste.
Microrregião: Ibiapaba.
Limites: Norte: Carnaubal, São Benedito e Graça; Sul: Croatá; Leste: Reriutaba, Ipu, Ipueiras; Oeste: Estado do Piauí.
Distritos: Guaraciaba do Norte (sede) ,Espinho, Sussuanha e Morrinhos Novos. Acidentes Geográficos: Rio Inhuçu, Riachos Garranchos.
Atrativos Naturais:
Cachoeira dos Espanhóis (queda d'água de aprox. 15m de altura), Cachoeira dos Morrinhos (queda d'água aprox. 8m de altura).

EDUCAÇÃO
N° de Escolas:

Rede Estadual Pré-Escolar: 3 
1° Grau: 2
Particular: 2 
Supletivo: 2.
N° de alunos matriculados:
Rede Estadual Pré-Escolar:164 
1° Grau: 1.247 
Particular: 69 
Supletivo: 300.

SAÚDE
O Governo Estadual tem no Município os seguintes postos: Centro de Saúde de Guaraciaba, Posto de Saúde de Sussuanha, de Várzea dos Espinhos, de São Roque, de Morrinhos Novos, de Santa Tereza, de Betânia, de Guaranis, de Descoberta, São Francisco, Alegre, São Félix, Martinslândia, Mocambo, Bananeira. A Prefeitura Municipal mantém o Hospital Maternidade São José. Há ainda a Clínica Odontológica mantida pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais

ESTATÍSTICAS
População, Censo de 1999: 33.135.
Densidade Demográfica (hab/km²): 56,10.
Distância da Capital em Linha Reta: 252km.
Distância por Rodovia: 315km.
Vias de Acesso à Capital: BR 222, CE 187, CE 257.
Emissoras de Rádio: Rádio Guaraciaba Ltda – OM, potência de  1/0,25kw, frequência de 1.190khz.
Abastecimento D’água: 1.685 ligações.
Energia Elétrica: N° de Consumidores: 4. 102. Total Consumo: 487.445

PRODUÇÃO
Produção: Produtos agrícolas: café, banana, cana-de-acúcar, mandioca e feijão. Pecuária: bovinos, suínos e aves.  
Indústrias
: 10 ( duas de bebidas, duas de produtos alimentares, uma química, uma de produtos minerais não metálicos, uma metalúrgica, uma de madeira, duas de vestuário,calçados e artigos de tecidos, couro e peles).

RECURSOS
Repasse do ICMS em 1995: R$-429.882,54.
Renda Interna Municipal 1995: R$-5.589,00.
Renda Per Capita: US$-260.

PREFEITURA
Prefeito:

Endereço:
Rua: Francisco Bezerra,81
CEP:
62.380-000
Fone:
(88) 652-1093
Fax:
(88) 652-2255
Eventos:
Mês Mariano (maio), Festa da padroeira Nossa Senhora dos Prazeres (15/agosto), Dia do Município (26/agosto), Semana da Pátria (setembro), Festa de são Francisco (04/outubro).

www.ceara.com.br
©2003 - Todos os direitos reservados.
Contatos com Webmaster