Home

Ipu
Posição no mapa

 


Participe!
Se você detectou alguma informação incorreta e possui mais informações atualizadas sobre esta cidade, envie-nos e nós publicamos.
    Clique aqui para enviar

 



HISTÓRICO

Data da Criação: 28/08/1840.               

Instalação:
26/08/1840.                       
Toponímia:
Queda D'água.                        
Variação Toponímica:
Vila Nova do Ipu. Desmembrado de Guaraciaba do Norte. Padroeiro: São Sebastião. 
                      
Dia:
20/01.
História: Suas origens remontam aos pródromos da colonização provincial, tendo como ponto de referência o ano de 1694, quando uma senhora de nome Joana Paula Vieira Mimosa, obteve por Sesmaria e doadas pela Corte, vinte léguas de terras no rodapé, lado Sul e fronteiriço da Serra da Ibiapaba.
     Operosa e sobretudo portadora de índole pacífica, D. Joana conseguiu atrair em torno de sua pessoa a simpatia     e confiança dos nativos serranos, convertendo-se em verdadeira catequética. Às expensas de semelhantes cabedais, tanto do ponto de vista econômico quanto social, a benemérita senhora conseguiu transformar o antes reduto em povoação, dando-lhe o nome de Papo.
Evolução Política: A elevação do povoado à categoria de Vila, com a denominação de Vila Nova del Rey, deu-se conforme se insere em data de 12 de maio de 1791, sendo instalada pelo Ouvidor Manuel Magalhães Pinto e Avelar de Barbedo, na então povoação de Campo Grande. Com o advento da Lei Provincial nº 200, de 26 de agosto de 1840, transfere-se a sede de Campo Grande para o lugar denominado Ipu Grande, com o nome de Vila Nova do Ipu. Suprimido o Distrito, consoante Lei Provincial nº 230, de 12 de janeiro de 1841, teve sua restauração consignada em Lei Provincial nº 261, de 3 de dezembro de 1842, mantendo a última denominação. Sua elevação à categoria de Município, com a simplificação resultante do nome atual, deu-se consoante Lei Provincial nº 2.298, de 25 de novembro de 1885.
Igreja: Em suas primeiras manifestações de apoio eclesial, registra-se, em 1740 e procedente de Vila Viçosa, a presença de alguns clérigos cujo desempenho consistiu na formação de redutos catequéticos, dos quais consta do programa o precitado reduto. Desse trabalho missionário, cujos esforços não foram inócuos, resultou a edificação de uma capela que, por seu turno, daria lugar à Freguesia de São Gonçalo da Serra dos Cocos, o que de fato ocorreu, conforme Provisão de 30 de agosto  de 1757.
     Com o advento do Decreto Imperial nº 200, de 26 de março de 1840, transfere-se a Freguesia, até então situada em São Gonçalo da Serra dos Cocos, para São Sebastião do Ipu, compreendendo, na jurisdição desta, as capelas de Nossa Senhora da Conceição de Ipueiras e de Nossa Senhora dos Prazeres de Campo Grande.
     Decorrido quase meio século, novas transformações se processam, desta vez com relação à mudança de hierarquia e evolução de ordem administrativa. Essa novidade tem como instrumento de apoio a Lei nº 2.037, de 27 de outubro de 1883, convertendo ao título de Igreja-Matriz as capelas de São Gonçalo dos Cocos e São Sebastião do Ipu.

GEOGRAFIA
Área: 636,2km.                                                        

Área(% em relação ao Estado):
0,27.                        
Altitude: 247km.                                                
Latitude:
4°19’.                                                 
Longitude: 40°42’.                                          
Mesorregião:
Noroeste Cearense.                      
Microrregião:
Ipú.                                                
Limites:
Norte: Reriutaba e Pires Ferreira, Sul: Ipueiras, Leste: Hidrolândia; Oeste: Guaraciaba do Norte.
Acidentes Geográficos: Serra da Ibiapaba, Bica do Ipú, Rios Acaraú e Jatobá, Riachos Ipucaba, Tatu e dos Porcos.                                                               
Distritos:
   Várzea do Jiló e Flores.                          
Recursos Hídricos:
Pluviometria (a média anual é de 1.258mm).
Atrativos Naturais: Bica do Ipú, Riacho São Francisco.

EDUCAÇÃO
N° de Escolas
:                                                              
Rede Estadual Pré-Escolar e 1° Grau: 6                            
N° de alunos matriculados: 
Rede Estadual Pré-Escolar: 1.017                                                   
1° Grau: 3.617                                                               
2° Grau: 438                                                             
Supletivo: 325.

SAÚDE
A Fundação SESP mantém: Posto de Saúde de Várzea do Giló, Centro de Saúde de Ipú e Unidade Mista do Ipú.A Fundação dos Serviços Sociais do Estado do Ceará mantém o Centro Social Urbano. O IPEC mantém Agência Regional. A Superintendência de Campanhas de Saúde Pública mantém o ambulatório no Posto de Saúde da SUCAM. A Prefeitura Municipal mantém o Centro de Saúde Municipal. Há ainda uma clínica mantida pelos servidores do Sindicato de Trabalhadores Rurais e o ambulatório mantido pelo Sindicato Rural.

ESTATÍSTICAS
População, Censo de 1999: 34.592.

Densidade Demográfica(hab/km²): 56,12.         
Distância da Capital em Linha Reta:
250km.                                           
Distância por Rodovia:
288km.                 
Vias de Acesso à Capital: CE 187, BR 403, CE 257 e BR 020.                                            
Emissoras de Rádio:
Rádio Iracema de Ipú Ltda-OM, potência de 1/0,25kw, frequência de 1360KHZ; Rádio Araripe de Ipú Ltda-OM, potência de 1/0,25kw, frequência de 1520KHZ; Rádio Regional de Ipú Ltda-OM.             
Energia Elétrica:
N° de Consumidores: 5.773. Total de Consumo: 751.668.

PRODUÇÃO
Produção: lavouras de café, banana, cana-de-açúcar, mandioca e feijão. Pecuária: bovinos, suínos e aves.                       

Indústrias:
12.

RECURSOS
Repasse do ICMS em 1995: R$-522.723,51.               

Renda Interna Municipal 1995:
R$-8.157,00.

PREFEITURA

Endereço:
Rua: Major Liberolino,1066
CEP:
62.250-000
Fone:
(88) 823-2022
Fax:
(88) 823-2016
Eventos:
Festa de São Sebastião (10 a 20 de janeiro), Carnaval (fevereiro), Festas Juninas (junho), Semana do Município (agosto), Festa Cultural no Patronato Sousa Carvalho (23/setembro), Festejos de São Francisco (setembro).

www.ceara.com.br
©2003 - Todos os direitos reservados.
Contatos com Webmaster