Home

Lavras da Mangabeira
Posição no mapa

 


Participe!
Se você detectou alguma informação incorreta e possui mais informações atualizadas sobre esta cidade, envie-nos e nós publicamos.
    Clique aqui para enviar

 



HISTÓRICO

Data da Criação: 20/05/1816.              

Instalação:
09/11/1818.                       
Toponímia:
Pedra Quebrada.                 
Variação Toponímica:
Mangabeira e Itapuca.                                          
Padroeiro:
São Vicente Ferrer.                 
Dia: 05.04.

Arquitetura Antiga: Igreja da Matriz, Engenho de Cana de Açúcar, Cadeia Pública, Correio, Prefeitura.
História: Suas origens remontam ao Século XVIII, quando na região de São José dos Cariris (Missão Velha) estabeleceu-se a febre do ouro, abrangendo vastas regiões, dentre estas o Rio das Lavras ou local onde através da lavagem das escórias obtinham-se fragmentos auríferos (1712). Diante da propagação das ricas jazidas, Pernambuco assumiu a preeminência das lavras, nomeando como Superintendente das minas o Sargento-Mor Jerônimo Mendes da Paz (1751). Deu-se, então, o conflito de interesses. Em 1752 e acompanhado do Ouvidor Proença de Lemos, o Capitão-Mor do Ceará, Luiz Quaresma Dourado, buscou a região caririense, estabelecendo-se às margens do rio já conhecido por Lavras. Nessa aventura, compreendendo os sítios Fortuna, Barreiros e Morros Dourados, várias prospecções se realizaram, porém em vão, uma vez que a produção não compensava o volume das despesas. Quaresma Dourado retornou à Capital em 1758, levando de volta sua corte e deixando apenas como referência a denominação que já de início patentearia o reduto.
Evolução Política: No curso dos anos seguintes, o lugarejo foi assumindo características populacionais, até chegar ao estágio de povoado. Nessa época, então,  e de acordo com a resolução Régia de 20 de maio de  1816, criou-se o Município com a denominação de Vila de são Vicente das Lavras da Mangabeira, vindo a instalar-se a 8 de janeiro de 1818. O título de cidade provém da lei nº 2.075, de 20 de agosto de 1884.
Igreja: Em termos eclesiais havia como projeção subordinante a freguesia do Icó, situada em terreno próprio e constante de meia légua de terras ao lado do rio Salgado. Essa dependência vigeu até 30 de agosto de 1814, oportunidade em que se deu o respectivo desmembramento. Em 1814, consoante ato do Bispado de Pernambuco, instituiu-se a Paróquia, sob a invocação de São Vicente de Férrer, constando como seu primeiro vigário o padre José Joaquim Xavier Sobreira.

GEOGRAFIA
Área: 993,3km².                                                       

Área(% em relação ao Estado): 0,73.                        
Altitude: 239m.                                                      
Latitude:
6°45’.                                                   
Longitude:
38°58’.                                        
Mesorregião:
Centro-Sul do Ceará.                           
Microrregião: Lavras da Mangabeira.                               
Limites: Norte: Cedro e Umari; Sul: Aurora; Leste: Baixio e Ipaumirim; Oeste: Caririaçú, Granjeiro e Várzea Alegre.
Distritos: Amaniutaba, Arrojado, Mangabeira, Quitaiús, Iborepi.                           Acidentes Geográficos: Rio Salgado, Riacho do Mês, Extremo de Lima e Unha de Gato.                                 
Recursos Hídricos: Pluviometria ( a média anual é de 908,9mm).
Atrativos Naturais: Serra do Boqueirão, Gruta do Boqueirão, Rio Salgado, Açude da Extrema, Açude Três Irmãos.

EDUCAÇÃO
N° de Escolas:
                                                            
Rede Estadual Pré-Escolar: 3                                         
1° e 2 ° Grau: 4                                                          
Rede Municipal Pré-Escolar 1° e 2° Grau: 4                       
N° de Alunos matriculados:                                          
Rede Estadual Pré-Escolar: 164                                    
Rede Estadual 1° Grau: 2.075                                          
Rede Estadual 2° Grau: 444                                              
Rede Municipal Pré-Escolar: 35                                       
1° Grau: 75                                                                      
2° Grau: 117                                                        
Supletivo: 123.

SAÚDE
Centro de Saúde de Lavras, Posto de Saúde de Amaniutuba, Posto de Saúde da Mangabeira, Posto de Saúde de Iborepi, Posto de Saúde de Quitaius. Orgão Municipal de Saúde Arrojado.

ESTATÍSTICAS
População, Censo de 1999: 31.429.

Densidade Demográfica(hab/km²): 30,96.            
Distância da Capital em Linha Reta: 335km.                                              
Distância por Rodovia:
434km.              
Vias de Acesso à Capital:
CE 286, BR 116.        
Emissoras de Rádio: Rádio Vale do Salgado Ltda OM, potência de 10/0,25kw, frequência de 770khz.                                 
Abastecimento D’água:
3.321 ligações.
Energia Elétrica: N° de Consumidores: 5.125. Total Consumo: 558.879.

PRODUÇÃO
Produção: Algodão arbóreo e herbáceo, banana, arroz, milho e feijão. Pecuária: bovinos, suínos e aves.                              

Indústrias:
8 (04 de produtos alimentares, uma de química, uma de produtos minerais não metálicos, 02 de vestuário, calçados e artigos de tecidos, couros e peles).

RECURSOS
Repasse do ICMS em 1995: R$-39.661,99.             

Renda Interna Municipal 1995:
R$-11.074,00.

PREFEITURA

Endereço:
Rua: Monsenhor Meceno,76 Centro
CEP:
63.300-000
Fone:
(88) 736-1256
Fax:
(88) 736-1257
Eventos:
Festa do Município (20 de agosto), Festa de Coroação de Nossa Senhora (13 de maio), Festa do Padroeiro São Vicente Férrer (última semana de setembro).

www.ceara.com.br
©2003 - Todos os direitos reservados.
Contatos com Webmaster