Home

Limoeiro do Norte
Posição no mapa

 


Participe!
Se você detectou alguma informação incorreta e possui mais informações atualizadas sobre esta cidade, envie-nos e nós publicamos.
    Clique aqui para enviar

 



HISTÓRICO

Data da Criação: 28/12/1868.               

Instalação: 30/05/1873.                       
Toponímia:
Tem esse nome em razão da grande quantidade dessa árvore na região, plantado pelos antigos moradores, os índios Paiacus.                                              Variação Toponímica: Vila de São João do Jaguaribe. Desmembrado de Russas.      Padroeira: Nossa Senhora da Conceição.
Dia:
08/12.

Arquitetura Antiga: Igreja Matriz Nossa Senhora da Coceição, Igreja de Santo Antônio, Capela de Santa Luzia do Espinho, Palácio Episcopal, Prédio da Câmara Municipal,
História: Suas origens remontam ao ano de 1687, quando o Sargento-Mor João de Sousa Vasconcelos, originário dos sertões do São Francisco e após manter combates contra os Índios Paiacus, estabeleceu-se no sítio denominado São João das Várzeas. Em épocas posteriores, estas e outras terras passariam a ser ocupadas por imigrantes provenientes do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco, surgindo novos redutos, dos quais se destacam o de Limoeiro e  Tabuleiro de Areia.
     Por ocasião das demarcações procedidas pelo Ouvidor da Paraíba, Cristóvão Soares Reimão, encarregado de tombar as terras do Baixo Jaguaribe, houve como destaque o lote compreendido nas margens do Jaguaribe e a conter légua e meia de fundo como meia para cada banda,  cabendo esse quinhão ao primitivo sesmeiro. Essas terras passariam ao domínio do readquirente Antônio Rodrigues da Silva, pernambucano, que por seu turno as transferiu ao seu genro Manuel José da Silva e sua mulher D. Josefa Maria de vasconcelos, virtuais fundadores da povoação.
Evolução Política: A elevação do povoado à categoria de Vila, antes e segundo Lei nº 1.255, de 22 de dezembro de 1878, com sede em São João do Jaguaribe, transferiu-se para Limoeiro, em virtude de Lei nº 1.402, de 22 de junho de 1871, ocorrendo sua instalação a 30 de junho de 1873. Sua elevação à categoria de Município provém da Lei nº 364, de 30 de agosto de 1897.
Igreja:  Após falecimento de Manuel José da Silva, ocorrido em 1818, seus filhos, padre Vicente Rodrigues da Silva, José Rodrigues da Silva e Antônio da Silva Vasconcelos lançaram a idéia de construção de uma capela e doaram ao respectivo patrimônio 600 braças de terras. A esse patrimônio adicionaram eles e em operação de compra e venda, outras porções, tendo como vendedores Bonifácio José carneiro e Joaquim da Costa Barros.
     Concluído o primitivo nicho religioso e a ter como padroeira Nossa Senhora da Conceição, realizam-se os atos inaugurais, tendo como registro de data 9 de dezembro de 1845. A Freguesia, dedicada à padroeira, provém de lei Provincial nº 1.081, de 4 de dezembro de 1863, tendo sido instalada no ano seguinte.

GEOGRAFIA
Área: 771,0km².                                                          

Área(% em relação ao Estado):
0,38.                            
Altitude: 30,22m.                                                        
Latitude: 5,08’.                                                   
Longitude:
38°05’.                                                 
Mesorregião: Jaguaribe.                                         
Microrregião: Baixo Jaguaribe.                                 
Limites: Norte: Russas; Sul: Tabuleiro do Norte e São João do Jaguaribe; Leste: Russas, Quixeré e Rio Grande do Norte; Oeste: Morada Nova.                                     Distritos: Bixopá.                                                 
Acidentes Geográficos: Rio Jaguaribe e Quixeré. Lagoas do Canto Grande e das Pedras, Açudes Barracão, Gado Novo e Ingarana.                                                     Recursos Hídricos: Pluviometria ( a média anual é de 724,3mm).
Atrativos Naturais: Barragem das Pedrinhas, Chapada do Apodí.

EDUCAÇÃO
N° de Escolas:
                                                             
Rede Estadual Pré-Escolar:5                                            
1° e 2° Grau: 7                                                           
Rede Municipal 1° Grau: 2.452.                                        
2° Grau: 964.
Escola Técnica:1.
Universidade Estadual: 1.

 


SAÚDE
A Fundação SESP mantém a Unidade Mista de Limoeiro do Norte. O IPEC mantém sua Agência Regional. A Prefeitura Municipal mantém: Posto de Atendimento Odontológico Municipal Tereza Hall, Posto de Saúde de Bixopa. O Sindicato dos Trabalhadores Rurais mantém: um ambulatório. O Centro Comunitário Antônio Holanda mantém: um ambulatório.

ESTATÍSTICAS
População, Censo de 1999: 46.714.

Densidade Demográfica (hab/km²): 54,09.           
Distância da Capital em Linha Reta: 160km.                                             Distância por Rodovia: 203km.          
Emissoras de Rádio:
Rádio Vale do Jaguaribe Ltda OM, potência de 1/0,25kw, frequência de 1260khz, Rádio Educadora Jaguaribana Ltda OM, potência de 1/0,25kw, frequência de 560khz, Rádio FM Regional.                          
Energia Elétrica: N° de Consumidores: 1.156. Total Consumo: 50.

PRODUÇÃO
Produção: Algodão arbóreo e herbáceo, arroz, milho e feijão. Pecuária: suínos, bovinos e aves.                                                

Indústrias:
40 (13 de produtos alimentares, uma extrativa mineral, 02 de madeira, 04 metalúrgicas, uma têxtil, uma editorial e gráfica, uma do mobiliário, 10 de produtos minerais não metálicos, 03 de serviços de construção, 04 de vestuário, calçados e artigos de tecidos, couros e peles).

RECURSOS
Repasse do ICMS em 1995: R$-1.075.266,54.                

Renda Interna Municipal 1995: R$-30.933,00.

PREFEITURA

Endereço:
Rua: Cel. Joaquim,2121
CEP:
62.930-000
Fone:
(88) 423-3223
Fax:
(88)  423-4268
Eventos:
Dia do Município (30 de agosto), Festa da Padroeira (08 de dezembro), Festa de Santa Luzia (13 de dezembro), Concurso Garota Verão Ouro (Janeiro), Chitão do Corujão.

www.ceara.com.br
©2003 - Todos os direitos reservados.
Contatos com Webmaster