Home

Morada Nova
Posição no mapa

 


Participe!
Se você detectou alguma informação incorreta e possui mais informações atualizadas sobre esta cidade, envie-nos e nós publicamos.
    Clique aqui para enviar

 



HISTÓRICO

Data da Criação: 02/08/1876.              

Instalação: 07/01/1877.                       
Toponímia:
Morada Nova era o nome da fazenda que deu origem ao município. Variação Toponímica: Espírito Santo . Desmembrado de Russas.                      Padroeiro: Espírito Santo.                          
Dia -
21/05.

Arquitetura Antiga: Museu do Vaqueiro, Prédio Vicentino, Edifício Honorato, Prédio da Legião.
História: Suas origens remontam ao século XVIII, quando nas proximidades do rio Banabuiú estabeleceram-se os colonizadores Alferes José de Fontes Pereira de Almeida e seu irmão Capitão Dionísio de Matos Fontes. Em torno dessa fazenda, denominada por seus proprietários de Morada Nova, formar-se-ia a povoação da qual teria origem ao Município.
Evolução Política: A elevação do povoado à categoria de Distrito provém da Lei Provincial nº 1.719, de 2 de agosto de 1876, com a denominação de Espírito Santo, condicionando sua instalação à doação, pelos moradores, da casa na qual deveria funcionar a Câmara Municipal. Satisfeita essa exigência, instalou-se o Poder Municipal, tendo como data 17 de janeiro de 1877 e sendo eleitos os seguintes membros: 1) Presidente: Manuel Antônio Ferreira Nobre; 2) Vereador: Eduardo Henrique Girão; 3) Vereador: José Mateus Regino de Oliveira; 4) Vereador: José Carneiro de Sousa; 5) Vereador: José Crisóstomo de Sousa; 6) Vereador: José Raimundo Evangelista; 7) Vereador: Antônio Elias Saraiva de Brito; 8) Secretário: Antônio Jorge de Oliveira Façanha; 9) Procurador: Joaquim Victor Carneiro; 10) Fiscal: Raimundo José Cavalcante; 11) Suplente de Juiz: Manoel Antônio Ferreira Nobre; 12) Suplente de Juiz: Conrado Balbino da Silva Girão; 13) Suplente de Juiz: Plácido Francisco de Assis Andrade.
     Além do projeto do qual resultaria a elevação  do povoado à categoria de Vila, houvera tentativa similar, de autoria do Legislativo Provincial, mas propondo a denominação de São Crisólogo, o que não merecera aprovação graças aos protestos do Deputado Joaquim Pauleta Bastos de Oliveira, e inclusão, de sua autoria, do nome Espírito Santo (29/06/1876).
     A elevação do Distrito à categoria de Município, com a denominação de Morada Nova, provém da Lei Estadual nº 2.336, de 3 de novembro de 1925, tendo sido instalado a 6 de janeiro de 1926.
Igreja: As primeiras manifestações de apoio eclesial têm como precedente requerimento formulado pelos fazendeiros Alferes José de Fontes Pereira de Almeida e seu irmão Capitão Dionísio de Matos Fontes,  requerimento esse endereçado a D. João da Purificação Marques Perdigão, Bispo de Pernambuco, solicitando permissão para edificação de uma capela no reduto, e a ter como padroeiro o Divino Espírito Santo. Concedida a autorização, dever-se-iam iniciar os respectivos trabalhos, porém, à vista de desentendimento por parte dos requerentes irmãos, quanto à localização do templo, prolongaram-se as querelas. Convocados, então, os demais habitantes do reduto, no sentido de opinar a respeito, apresentou-se como vencedor o local preferido pelo Alferes José de Fontes e constante de 25 braças em quadro, conforme escritura datada de 1º de janeiro de 1834, além de Segunda doação, constante de 300 braças, que seria feita pelo Capitão Dionísio de Fontes, cujo registro manteria a data de 29 de dezembro do mesmo ano.

GEOGRAFIA
Área: 2.796,6km².                                                    

Área(% em relação ao Estado): 1,93.                     
Altitude: 89m.                                                     
Latitude: 5°06’.                                                 
Longitude:
38°22’.                                                 
Mesorregião: Jaguaribe.                                        
Microrregião: Baixo-Jaguaribe.                                   
Limites:
Norte – Ocara e Beberibe; Sul – Jaguaretama; Leste – Russas, Limoeiro e São João do Jaguaribe; Oeste – Quixadá e Banabuiú.                                         
Distritos:
Aruaru, Boa Água, Juazeiro do Baixo, Lagoa Grande,Pedras, Roldão, Uiraponga.                           
Acidentes Geográficos: Rio Banabuiú, Riachos: Seco, Santa Rosa do Corcunda, Aroeiras, do Curral Velho, da Barbada, do Palhoça, Carnaúba. Lagoa da Felipa, Açude das Flores, da Barbada e Contendas.                     
Recursos Hídricos: Pluviometria ( a média anual é de 71,3mm).
Atrativos Naturais: Lagoa Salina, Rio Banabuiú, Açude Poço de Barro, Ilha Solteira, Açude Cipoada, Rio Santa Rosa, Rio Palhano, Lagoa da Filipa, Mirante do Cruzeiro, Pedra do Cristo Rei.

EDUCAÇÃO
N° de Escolas:
                                                        
Rede Estadual Pré-Escolar 1° e 2° Graus-28                      
Rede Municipal Pré-Escolar 1° e 2° Grau-2                       
N° de Alunos Matriculados:                                           
Rede Estadual Pré-Escolar-322                                       
1° Grau3.881                                                                 
2° Grau-489                                                                     
Rede Municipal Pré-Escolar-65                                          
1° Grau-1.817                                                                  
2° Grau-532                                                          
Supletivo-13.

SAÚDE
A Fundação SESP mantém: Centro de Saúde de Morada Nova. Posto de Saúde de Uiroponga, de Araru. O IPEC mantém a Agência Regional. A Prefeitura Municipal mantém: Centro Social Urbano Luíza Távora, Posto de Saúde de Pedras, de Juazeiro, de Roldão de Boa Água, de Viçosa, de Pastos, de Lagoa Grande, e o Hospital Maternidade de Morada Nova. Há também o ambulatório mantido pelos servidores dos Trabalhadores Rurais.

ESTATÍSTICAS
População Censo de 1999: 61.385.

Densidade Demográfica(hab/km²): 20,69.         
Distância da Capital em Linha Reta: 150km.                                            
Distância Por Rodovia:
163km.               
Vias de Acesso à Capital:
CE-138, BR-116.          
Emissoras de Rádio:
Rádio Uirapuru de Morada Nova-OM, Rádio Liberal de Morada Nova Ltda-OM, Potência de 1/0,25kw, frequência de 1350Khz.                         
Energia Elétrica:
N° de consumidores- 9.828 Total consumo- 1.385.081.

PRODUÇÃO
Produção: Sua economia está baseada na lavoura de milho, banana, caju, algodão, mandioca e feijão. Na Pecuária: bovinos, suínos e aves. Em suas terras foram registradas ocorrências de Mica Branca e Ametista.                                               Indústrias: 43.

RECURSOS
Repasse do ICMS em 1995: R$ 790.072,55.                

Renda Interna Municipal 1995:
R$ 13.976,00.        
Renda Per Capita 1991:
US$ 434.

PREFEITURA

Endereço:
Av: Manoel Castro Filho,726
CEP:
62.940-000
Fone:
(88) 422-1056
Fax:
(88) 422-1363
Eventos:
Festa do Divino (entre  final de maio e começo de junho), Domingo de Pentecoste, Festa do Vaqueiro (junho), Novafolia - Carnaval de rua (feveriero).

www.ceara.com.br
©2003 - Todos os direitos reservados.
Contatos com Webmaster