Home

Pedra Branca
Posição no mapa



Participe!
Se você detectou alguma informação incorreta e possui mais informações atualizadas sobre esta cidade, envie-nos e nós publicamos.
    Clique aqui para enviar

 



HISTÓRICO

Data da Criação: 09/08/1871.                

Instalação:
09/08/1871.                         
Toponímia:
Em virtude de haver próximo ao lugar onde foi erguida a matriz, uma pedra muito grande e alta.                              
Variação Toponímica:
Tabuleiro da Peruca. Desmembrado de Mombaça.                 Padroeiro: São Sebastião.                        
Dia: 20/01.

Arquitetura Antiga: Prédio da Prefeitura, Mercado Antigo, Prédio da Maçonaria, Convento de São Francisco, Casarões todos do século passado.
História: Chamou-se primitivamente Tabuleiro da Peruca. Suas origens remontam à segunda metade do Século XIX e têm como precedente o gregamento de homens vinculados ao cangaço, destacando-se dentre outros Manuel Bandeira de Melo.
     Em episódio que demonstra o tipo de cultura na qual era plasmada a consciência do primitivo habitante do reduto, cita-se o caso do indivíduo chamado Cangaço, egresso da cadeia de Boa Viagem onde cometera assassinato. Perseguido pelo Juiz, Cangaço procurou o reduto de Tabuleiro da Peruca, onde se homiziou e aguardou o desfecho.
     Nessa oportunidade, missionavam no lugar os padres Guilherme Van Sand e Antônio Azemar. Cangaço viu nessa oportunidade o estratagema de sua proteção. Acercou-se dos missionários, não como criminoso, mas penitente humilde e disposto a contrair matrimônio com a mulher com quem já vivia maritalmente. Os padres acolheram o seu petitório. No momento, entretanto, em que se realizava a cerimônia, a polícia chegou, desfez o cerimonial e o conduziram algemado.
     Intrigados com o procedimento da autoridade, por considerarem Cangaço um homem recém-converso, impetraram em seu favor o recurso do habeas-corpus. Em atitude paralela, trataram de açular o povo, no consenso de apoio. Esse apoio consistiu na formação de grupos armados, de aderentes em multidão e o desfile em regozijo, conduzindo nos braços o irredento supostamente redento e, ainda por cima, na qualidade de herói.

Evolução Política:
A elevação do povoado à categoria de Vila provém de Lei Provincial nº 1.407, de 9 de agosto de 1871. Suprimida conforme Dec-Lei nº 193, de 20 de maio de 1931 e restaurada na forma da Lei nº 1.540, de 3 de maio de 1935. Sua elevação à categoria de Município provém do Dec-Lei nº 448, de 20 de dezembro de 1938.
Igreja:
As primeiras manifestações de apoio eclesial têm como prcedente a edificação da primitiva capela, cuja localização consta como referência de proximidade a Pedra Branca, monólito de configuração achatada e transformado em ponto convencional de encontro entre vaqueiros.
     A Freguesia, apoiada na reconstrução e ampliação dessa capela, provém da Lei Provincial nº 1.539, de 23 de agosto de 1873 e canonicamente instituída segundo Provisão de 3 de dezembro do mesmo ano. Consta como seu primeiro vigário o padre João do Nascimento e Sá, até então coadjutor da Paróquia de Mombaça, tendo sido empossado a 4 de janeiro de 1874. 

GEOGRAFIA
Área: 1.290,2km².                                                    

Área(% em relação ao Estado): 0,82.                             
Altitude: 500m.                                                      
Latitude:
5°27’.                                                     
Longitude:
39°43’.                                        
Mesorregião: Sertão Cearense.                              
Microrregião:
Senador Pompeu.                                 
Limites: Norte – Boa Viagem e Quixeramobim; Sul – Monbaça; Leste – Senador Pompeu; Oeste – Tauá e Independência.                                                        Distritos: Tróia, Mineirolândia, Santa Cruz do Banabuíu.
Acidentes Geográficos: Serra da Pedra Branca, Riacho Oitis.                                           Recursos Hídricos: Pluviometria ( a média anual é de 843mm).
Atrativos Naturais: Serra Branca, Cachoeira do Inferno, Açude do Povo, Açude Trapiá.

EDUCAÇÃO
N° de Escolas:
                                                          
Rede Estadual Pré-Escolar 1° Grau-3.                              
Rede Municipal 2° Grau-1.                                              
N° de Alunos Matriculados:                                       
Rede Estadual Pré-Escolar-134                                         
1° Grau-1.900                                                            
Rede Municipal 2° Grau-154.

SAÚDE
Centro de Saúde de Pedra Branca, Postos de Saúde: de Cruzeta da Tróia, de Mineirolândia, de Capitão de Mota, de Fazenda Nova Mor, de São Francisco, de Pombinhas e de Sítios Novos.

ESTATÍSTICAS
População Censo de 1999: 37.074.

Densidade Demográfica(hab/km²): 32,38.        
Distância da Capital em Linha Reta:
230km.                                                     Distância Por Rodovia: 285km.                   
Vias de Acesso à Capital: BR-226, BR116, BR-112, CE-060, CE-359.                          
Emissoras de Rádio: Não tem.                  
Energia Elétrica: N° de consumidores- 4.515. Total consumo-346.999.

PRODUÇÃO
Produção: Produtos agrícolas- algodão, banana, milho e feijão. Pecuária: bovinos, suínos e aves. Em suas terras foram registradas ocorrências de Cianita, utilizada na fabricação de porcelana. Cronita, utilizado na fabricação de tijolos e Berilo.               Indústrias: 06.

RECURSOS
Repasse do ICMS em 1995: R$ 436.942,40.             

Renda Interna Municipal 1995: R$ 3.752,00.                
Renda Per Capita: US$ 153.

PREFEITURA

Endereço:
Rua: Elivelton Vieira,33
CEP:
63.630-000
Fone:
(88) 745-1085
Fax:
(88) 745-1077
Eventos:
Festa do padroeiro (20/janeiro), Semana do Município (02 a 09/agosto), Semana Cultural (02 a 09/agosto), Vaquejada (última semana de julho), Movimento Carismático (todos os meses).

www.ceara.com.br
©2003 - Todos os direitos reservados.
Contatos com Webmaster