Home

São Gonçalo do Amarante
Posição no mapa



Participe!
Se você detectou alguma informação incorreta e possui mais informações atualizadas sobre esta cidade, envie-nos e nós publicamos.
    Clique aqui para enviar

 



HISTÓRICO

Data da Criação: 10/08/1921.                 

Instalação: 12/11/1921.                        
Toponímia: Homenagem ao Padroeiro.
Variação Toponímica: Seu primeiro nome foi Anacetaba, em alusão aos índios Anassés que habitavam a região, depois São Gonçalo. Desmembrado de Caucaia.          Padroeiro: São Gonçalo.                         
Dia:
16/11.

História: Primitivamente habitado por Índios Anacés, Guanacés e Jaguaruanas. Essas nações, ligadas por vínculo de amizade, foram aldeadas pelo Capitão-Mor Fernão Carrilho em terras compreendidas em partes do Rio Siupê, Paramirim e Uruburetama (1699). Antes dessa providência governamental, havia se instalado a colonização branca, ocupando terras que se estendiam do Paracuru ao Mundaú. Constavam dessa pioneira leva Manuel Barreto da Silva e demais companheiros, tendo cessionário doador o Capitão-Mor Bento de Macedo Faria (08/11/1682). Além desses, instalaram-se também os sesmeiros Jorge Pereira, José Tavares Cabral e Antônio da Costa Peixoto (1693/94).
     Entre os rios Pará e Siupê foram adquiridas terras, encravadas no Sítio Peixoto, pelo padre João Alves da Rocha, morador na povoação de Aquiraz. Essas terras mediam três léguas de fundo por uma de frente, tendo como cessionário doador o Capitão-Mor Gabriel da Silva Lago, conforme excritura datada de 8 de março de 1707. Seria, então, quase duzentos anos após, que essas moradias dispersas encontrariam o seu polo de centralização, tendo precedência os trabalhos realizados pelo Coronel Martins de Oliveira (Neco Martins), verdadeiro fundador do reduto.
Evolução Política: A elevação do arraial à categoria de Vila, com sede na povoação de Paracuru, provém do Decreto nº 72, de 1º de outubro de 1890, tendo sido instalada a 25 do mesmo mês e ano. A transferência da Vila para o reduto de São Gonçalo ocorreu segundo Lei nº 1.841, de 17 de agosto de 1891. Em retrocesso e projeções históricas ocorreram as seguintes alterações: a) retorno da Vila, para o reduto de Paracuru, conforme Lei nº 2.368, de 30 de junho de 1926; b) retrocesso para São Gonçalo conforme Lei nº 2.598, de 15 de setembro de 1928; c) Paracuru, em última caminhada, conforme Dec-Lei nº 193, de 20 de maio de 1931; d) transferência em definitivo para São Gonçalo segundo Decreto nº 64, de 7 de agosto de 1935.
     Sua elevação à categoria de Município ocorreu segundo Dec-Lei nº 448, de 20 de dezembro de 1938, mantendo a denominação de São Gonçalo.
Igreja
:
As primeiras manifestações de apoio eclesial datam da chegada do Coronel Martins de Oliveira, em 1891, quando, então, lançou-se a primeira idéia de construção de uma capela. Com o sucesso da iniciativa e a colaboração de José Procópio de Alcântara (devoto de São Gonçalo), erigiu-se o objeto em cogitação, dedicando-o em honra de São Gonçalo (1898).
     A partir desse estágio e a ter como pioneira no campo da educação D. Filomena Martins, mulher de Neco Martins, instalam-se as primeiras escolas e núcleos de assistencialidade comunitária, abrangendo vastas localidades da região.
     Freguesia e Paróquia, respectivamente, têm como instrumento de apoio Ato de D. Manuel da Silva Gomes, Arcebispo Metropolitano de Fortaleza, assinado em data de 22 de julho de 1940, tendo como primeiro vigário o padre Joaquim Alves Ferreira.

GEOGRAFIA
Área: 845,8km².                                                      

Área(% em relação ao Estado):
0,53                     
Altitude: 15,92m.                                                       
Latitude:
3°36’.                                                       
Longitude: 38°58’.                                              
Mesorregião: Norte cearense.                                 
Microrregião: Baixo Curu.                                           
Limites:
Norte – Paracuru e Oceano Atlântico; Sul – Pentecoste; Leste – Caucaia; Oeste – Trairi e São Luiz do Curu.                                                                      
Distritos:
   Siupé, Umarituba, Serrote, Taíba, Pecém.
Acidentes Geográficos: Rios São Gonçalo e Curu, Riachos da Madeira, Pau D’óleo, Praias da Taíba e do Pecém                                                                          Recursos Hídricos: Pluviometria ( a média anual é de 989mm).
Atrativos Naturais: Praia do Jatobá, Praia da Taíba, Praia do Pecém, Lagoa do Coração.

EDUCAÇÃO
N° de Escolas:
                                                             
Rede Estadual Pré-Escolar 1° Grau-8                              
N° de Alunos Matriculados:                                             
Rede Estadual Pré-Escolar 1° Grau-279                      
Rede Estadual 1° Grau-2.507                                     
Supletivo-400.

SAÚDE
O Governo Estadual tem no município os seguintes postos: Centro de Saúde Dolores Alcântara,Posto de Saúde do Pecém, de Croatá, de Serrote, Unidade Móvel de Prevenção do Câncer Ginecológico, Hospital Regional de São Gonçalo. A Fundação de Saúde do Estado do Ceará Mantém o Hospital Geral Luiza Alcantara e Silva. O IPEC mantém sua Agência Regional (Clínica Médica). A Prefeitura Municipal mantém: Posto de Saúde e Maternidade A. Alcântara, Posto de Saúde e Maternidade W.R. Araújo, Posto Municipal de Croatá e de Serrote. Creches Comunitárias: de Lagoa Nova, de Serrote, de Paul, de Violeta, de Frecheirinhas, de Taíba, de Salgado, de Curral Grande, de Picareira e de Tabuba. Posto de Saúde Sinhá Virgínia, de Umarituba, do Cágado, de Várzea Redonda, e de Salgado. Há ainda o Ambulatório mantido pelos servidores do Sindicato dos Trabalhadores Rurais.

ESTATÍSTICAS
População Censo de 1999: 35.242.      

Distância da Capital em Linha Reta: 53km.
Distância Por Rodovia: 56km.                   
Vias de Acesso à Capital: CE-423, BR-222.                 
Energia Elétrica:
N° de consumidores-5.593. Total consumo-819.991.

PRODUÇÃO
Produção: Sua economia está baseada na cultura de algodão, banana, caju, mandioca, milho e feijão. Na Pecuária: bovinos, suínos e aves. Foi registrada em suas terras a ocorrência de Diatomita.                     

Indústrias: 16.

RECURSOS
Repasse do ICMS em 1995: R$ 396.835,23.                  

Renda Interna Municipal 1995:
R$ 4.293,00.                  
Renda Per Capita 1991: US$ 345

PREFEITURA

Endereço:
Rua: Ivete Alcântara,120
CEP:
62.670-000
Fone:
(85) 340-1126
Fax:
(85) 340-1241
Eventos:
Festa de Nossa Senhora de Fátima (01 a 31/maio), Vaquejada de SIUPÉ(agosto), Festa de Nossa Senhora da Soledade (07/setembro), Festa do Padroeiro (novembro), Dia do Município (27/novembro).

www.ceara.com.br
©2003 - Todos os direitos reservados.
Contatos com Webmaster