Home

Ubajara
Posição no mapa

 


Participe!
Se você detectou alguma informação incorreta e possui mais informações atualizadas sobre esta cidade, envie-nos e nós publicamos.
    Clique aqui para enviar

 



HISTÓRICO

Data da Criação: 24/08/1915.           

Instalação:
31/12/1915.                    
Toponímia:
Senhor das Canoas.             
Variação Toponímica:
Jacaré. Desmembrado de Ibiapina.               
Padroeiro:
São José.                                  
Dia
: 19/03.

História: Chamou-se primitivamente Jacaré e Jacaré Queimado. Suas origens remontam ao início do Século XVII, quando em 1604 o aventureiro Pero Coelho de Souza assumiu o domínio da então florescente Ibiapaba ou reduto dos irmãos Tabajaras Irapuã e Jurupariaçu. Em sua projeção rumo ao Rio Arabê, tomou conhecimento da existência do Morubixaba Ulbaúna, um dos mais respeitáveis clãs da grei silvícola. De seu quartel-general, montado às margens do Rio Arabê, não somente a este subjugou como igualmente aos demais chefes indígenas da região.
     A partir do malogro expedicionário de Pero Coelho, e sobrevindo a ação benemérita dos missionários Francisco Pinto e Luiz Figueira, as aldeias deflagradas se reorganizaram e readquiriram o seu antigo destágio de florescimento. Veio, então, o que não estava previsto nos destinos da Missão. Na manhã fatídica de 11 de janeiro de 1608, Índios Tucurujus assassinaram o padre Francisco Pinto, chefe do empreendimento catequético e novamente a Grande-Serra entra no desamparo. Não há exatamente identificação do local onde se deu o trucidamento, a não ser em versões que se dividem entre os limites territoriais dos Municípios posteriormente denominados de Tianguá e Ubajara.
     Em anos cujos registros se perdem nas dobras do tempo, acostou no local o padre Mamede Antônio de Lima, tendo como finalidade reconstruir o reduto indígena. Conseguiu de fato, reconquistar a confiança nativa, e desenvolveu valioso trabalho em prol do gentio abandonado.
     Em outubro de 1884, quando o arraial já se achava em franco desenvolvimento, surge o imprevisto e tudo volta ao ponto de origem. Clamoroso incêndio reduz a cinzas  casario. Os moradores, entretanto, não se dão por vencidos. Reúnem-se, analisam em detalhes a ocorrência e decidem pela reconstrução de suas moradias, situando-as na banda norte da lagoa, porém sem os arranjos da palhoça. Plantaram suas edificações em taipa e cobertura de telhas, recuperando em pouco tempo o almejado índice de progresso. Nasceria dessa mudança de local a denominação de Jacaré Queimado.

Evolução Política:
Os primeiros indícios de evolução do arraial têm como precedente a criação do Distrito de Paz, conforme Decreto nº 123, de 24 de dezembro de 1890, assumindo como primeiro titular José Inácio de Sá. Em sua Segunda evolução detaca-se a elevação do reduto à categoria de Vila e a Ter como instrumento de apoio a Lei nº 1.279, de 24 de agosto de 1915, sendo igualmente criado o Legislativo Municipal.
Igreja
: As primeiras manifestações de apoio eclesial, no estágio posterior às primitivas referências missionárias, provêm inicialmente de doação do patrimônio eclesiástico, cujos beneméritos doadores constam como sendo os moradores José Lopes Freire, José Rufino Pereira e Joaquim Mulato. Os trabalhos iniciais da capela, logo em seguida transformada em Igreja-Matriz e dedicada em honra de São José, datam do ano de 1886, realizando-se os atos inaugurais no ano seguinte. Presidiu às solenidades o padre Manuel Lima de Araújo, vigário de São Pedro da Ibiapina.

GEOGRAFIA
Área: 385km².                                                          

Área(% em relação ao Estado):
0,26.                       
Altitude: 847m.                                                   
Latitude:
3°51’.                                                          
Longitude:
40°55’.                                                   
Limites:
Norte: Tianguá e Frecheirinhas; Sul: Ibiapina e Mucambo; Leste: Coreaú; Oeste: Piauí.                            
Distritos:
Nova Veneza, Araticum, Jaburuna.              
Acidentes Geográficos: Serra da Ibiapina, Rio Jaburu e Açude Jaburu.                    Recursos Hídricos: Pluviometria (a média anual é de 1.467mm).
Atrativos Naturais: Gruta de Ubajara,Cachoeira do Boi Morto, Bica do Cafundó, Cachoeira do Frade, Parque Nacional de Ubajara, Rio das Minas,

EDUCAÇÃO
N° de Escolas:        
                                                   
Rede Estadual Pré-Escolar 1° e 2° Grau: 4                    
Rede Municipal Pré-Escolar 1° Grau: 1                            
N° de Alunos matriculados:                                           
Rede Estadual Pré-Escolar: 492                                        
1° Grau: 1.299                                                               
2° Grau: 339                                                                  
Rede Municipal Pré-Escolar : 117                                    
1° Grau: 161                                                              
Supletivo: 242.

SAÚDE
Centro de Saúde de Ubajara, Posto de Saúde de Moitinga, de Araticum, de Jaburuna, de Patos, de Chapada, de Nova Veneza, de Furnalhão, de Itaperatema de Cima e Pronto Socorro Ambulatorial.

ESTATÍSTICAS
População, Censo de 1999: 28.618.

Densidade Demográfica(hab/km²): 60,64.         
Distância da Capital em Linha Reta:
267km.                                            
Distância por Rodovia:
329km.                    
Vias de Acesso à Capital:
BR 222, CE 187. 
Abastecimento D’água: 1.299 ligações.
Energia Elétrica: N° de Consumidores: 3.693. Consumo: 606.843.

PRODUÇÃO
Produção: Café, banana, algodão, mandioca, cana-de-acúcar e feijão. Pecuária: bovinos, suínos e aves.                                  

Indústrias:
16.

RECURSOS
Repasse do ICMS em 1995: R$-455.693,47.            

Renda Interna Municipal 1995:
R$-8.451,00.               
Renda Per Capita:
US$-736.

PREFEITURA

Endereço:
Rua: Juvenio Pereira,514
CEP:
62.350-000
Fone:
(88) 634-1201
Fax:
(88) 634-1216
Eventos:
FEPAI - Feira de Produtos Artesanais da Indústria de ibiapaba, Festa do Padroeiro (agosto), Exposição Agropecuária (setembro), Festa das Flores (novembro), Dia do Município (31/dezembro).

www.ceara.com.br
©2003 - Todos os direitos reservados.
Contatos com Webmaster